Parabéns a todas as mulheres da Terra

Hoje é dia de homenagear todas as mulheres de nosso planeta.

A frase Metade do mundo são mulheres. A outra metade, os filhos delas (Efu Nyaki) já virou um clichê, mas não é por isso que ela deixa de representar uma das dimensões vitais da importância do gênero feminino para a humanidade. Porém, hoje não queremos embarcar em gratidões de frases de efeito, mesmo que belas e verdadeiras. Fiéis aos princípios práticos da Liga do Araguaia, queremos prestar uma homenagem específica. Queremos homenagear todas as mulheres do mundo na figura das profissionais de saúde – que representam nada menos que 78,9% (fonte: Forbes) dos médicos, agentes comunitários, técnicos e auxiliares de enfermagem no Brasil.

Praticamente 8 em cada 10 profissionais que, provalmente, estão na linha de frente da encarniçada luta contra a COVID-19, são mulheres. Nossa mais profunda gratidão, nesta data, dentro deste momento da maior crise sanitária, humana e econômica que este país já viveu.

Parabéns, guerreiras.

Estamos convencidos que esta homenagem será vivamente apoiada pelas mais de 947 mil mulheres (IBGE 2019) que gerenciam propriedades rurais no país, todas as trabalhadoras rurais e urbanas, profissionais liberais, empreendedoras, empresárias, educadoras e tantas outras – que, em sua maioria, realizam dupla jornada de trabalho.

Não poderíamos deixar passar esta data sem destacar os números precocupantes de violência contra a mulher (fonte: Metropoles) no Brasil e os números da desigualdade entre os gêneros no mercado de trabalho (fonte: UNICAMP)

Melhorar esta realidade e estes indicadores é a forma mais prática, concreta e útil de prestarmos a devida homenagem a todas as mulheres da Terra.

Elas merecem.