Projetos

Aqui você conhece os projetos da LIGA DO ARAGUAIA, seus objetivos e parceiros.

 

 

 

 

 

Projeto CBC Araguaia 

Visando validar e buscar a futura certificação da redução de emissões de GHG (Gases de Efeito Estufa) obtida nas fazendas participantes dos projetos da Liga do Araguaia foi firmado “Acordo de Cooperação” com o CNPGC/Embrapa Gado de Corte, de Campo Grande, MS. Denominado Projeto CBC Araguaia, tem como objetivo examinar a viabilidade técnica de considerar os sistemas de “intensificação” e de “integração lavoura-pecuária” como sistemas pecuários para mitigação de gases de efeito estufa, buscando o enquadramento dessas práticas nas diretrizes estabelecidas pela Embrapa para o selo CBC, Carne Baixo Carbono, para validação e futura certificação.

 

O balanço líquido de emissões de Gases de Efeito Estufa (GHG) e os avanços com o resultado da tecnificação serão analisados de acordo com os critérios da metodologia do GHG Protocol Agrícola.
O Programa Brasileiro GHG Protocol tem como objetivo estimular a cultura corporativa para a elaboração e publicação de inventários de emissões de gases do efeito estufa (GHG), proporcionando aos participantes acesso a instrumentos e padrões de qualidade internacional.
Trata-se de uma ferramenta utilizada para entender, quantificar e gerenciar emissões de GHG originalmente desenvolvida nos Estados Unidos, em 1998, pelo World Resources Institute (WRI) e é hoje o método mais usado mundialmente pelas empresas e governos para a realização de inventários de GHG. É também compatível com a norma ISO 14.064 e com os métodos de quantificação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC).
A aplicação da ferramenta GHG Protocol no Brasil acontece de forma adaptada ao contexto nacional, a partir de parâmetros de agricultura e pecuária tropicais desenvolvidos pela Embrapa e Unicamp. O Programa Brasileiro organiza grupos de trabalho junto às empresas participantes para o aperfeiçoamento do método e desenvolvimento de novas ferramentas para a contabilização de emissões de GHG de acordo com a realidade brasileira.
Abrigado dentro da LIGA DO ARAGUAIA o projeto Carbono Araguaia, em implantação com o apoio da Dow Química e Dow AgroSciense, permitirá o monitoramento da redução de emissões de GHG resultantes da adoção de práticas de intensificação por um conjunto representativo de 24 (vinte e quatro) fazendas de pecuária da região representando uma área de pastagens de 89.000 hectares, devidamente engajadas ao projeto através de Cartas de Adesão.

São os seguintes os principais objetivos do projeto Carbono Araguaia:

  • Instalação de ensaio para análise e monitoramento das emissões de GHG em gleba de pastagens de propriedade da Agropecuária Água Viva, em Cocalinho, MT;
  • Monitoramento da redução de emissões de GHG realizado em 89.000 hectares de pastagens já identificados,pertencentes a vinte e quatro fazendas de cria da região engajadas ao projeto;
  • Disponibilização dos benefícios ambientais da redução de emissões para os Jogos Olímpicos Rio 2016, contribuindo para mitigar as emissões de GHG ocorridas em função da realização dos jogos em julho/2016.

Voltado ao apoio às atividades de intensificação sustentável e restauração florestal na região, o projeto Campos do Araguaia, integrante da LIGA DO ARAGUAIA, é fruto de parceria do Grupo Roncador com a TNC, The Nature
Conservancy, com o apoio do IDH, The Sustainable Trade Initiative.
Criada em 1951, a TNC é a maior organização de conservação ambiental do mundo. Atuando em mais de 35 países, vem trabalhando no Brasil desde 1988 onde atua em todos os biomas do país. É sua primeira parceria em projeto de
pecuária no Estado de Mato Grosso.

Logotipo oficial do projeto

O IDH, Iniciativa para o Comércio Sustentável, financiada pelos Governos da Noruega, Holanda, Suíça e Dinamarca, que apoia financeiramente o projeto, apoia o comércio sustentável através de alianças que ampliam o impacto da ação de organizações públicas e privadas.
São os seguintes os principais objetivos do projeto Campos do Araguaia:

  • Apoio às atividades de intensificação da pecuária de corte da região;
  • Remoção das principais barreiras à adoção de práticas de intensificação sustentável;
  • Apoio às atividades de restauração e interligação de fragmentos florestais;
  • Divulgação e replicação das lições aprendidas como iniciativa para inserção nas políticas públicas.Em relação ao alcance dos objetivos acima vale ressaltar a importância da implantação do “Poupa Tempo da Pecuária” em algumas regiões de atuação do projeto. Desenvolvida originalmente pela ABIEC, Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne, com o apoio da TNC, trata-se de uma ferramenta que permite o levantamento e remoção das barreiras a partir do estabelecimento de uma cooperação formal entre instituições e atores públicos e privados envolvidos.
Imagem do dia de Campo, em dezembro de 2017.

Ainda no âmbito dessa parceria com a TNC/IDH, conforme referido anteriormente destaca-se o trabalho em desenvolvimento com a FLUPP, Fundação Lucia e Pelerson Penido, junto a Escola Municipal de Educação Básica do Campo, Coopercal, na Vila Roncador em Cocalinho, MT, com as seguintes atividades:

  • Temas de interesse: Floresta/Reflorestamento/Nascentes (UD/Restauração);
  • Instalação de viveiro (alunos e professores);
  • Capacitação dos professores (adequação ambiental – CAR e PRA);
  • Capacitação de pais (Boas Práticas Agropecuárias);
  • Elaboração do Plano de Trabalho (2017/18).

O projeto Garantia Araguaia em implantação através de parceria estabelecida com o Imaflora, Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola.
Associação civil sem fins lucrativos, o Imaflora foi fundado em 1995 sob a premissa de que a melhor forma de conservar as florestas tropicais é dar a elas uma destinação econômica, associada a boas práticas de manejo e a uma gestão responsável dos recursos naturais. Acredita que a certificação socioambiental é uma das ferramentas que respondem a parte desse desafio, com forte poder indutor do desenvolvimento local, sustentável, nos setores florestal e agrícola.
O projeto Garantia Araguaia tem os seguintes objetivos principais:

  • Levantamento de indicadores e desenvolvimento de sistema de Monitoramento, Reporte e Verificação (MRV) relacionado às práticas produtivas e socioambientais de produtores rurais participantes dos projetos da LIGA para futura conformidade e certificação pelas normas da Rede de Agricultura Sustentável (RAS) / Certificação Rainforest Alliance;
  • Desenvolvimento de um sistema de Validação e Verificação de Emissões de Gases de Efeito Estufa das atividades agropecuárias dos membros da LIGA DO ARAGUAIA a partir da metodologia e resultados alcançados com o
    projeto Carbono Araguaia visando futura certificação “carne carbono neutro”;
  • Desenvolvimento de estratégia de acesso a mercados e seus operadores que reconheçam os atributos de qualidade e sustentabilidade inerentes ao processo de produção e produtos produzidos no âmbito das fazendas
    participantes dos projetos da LIGA DO ARAGUAIA.
Siga a Liga do Araguaia